ABSOLUTISMO / RENASCIMENTO COMERCIAL E URBANO / MERCANTILISMO – 8ª SÉRIE – MARIA TONIN / JOSÉ L. G. CARNEIRO

ABSOLUTISMO / RENASCIMENTO COMERCIAL E URBANO / MERCANTILISMO

FINAL DA. IDADE MÉDIA -> PROCESSO DE CENTRALIZAÇÃO DE PODER NAS MÃOS DO REI

O REI PASSA A TER APOIO DA:

BURGUESIA: QUERIA UNIFICAR IMPOSTOS; PROTEGER DOMERCADO NACIONAL DA CONCORRÊNCIA ESTRANGEIRA;

     NOBREZA: QUERIA MANTER SEUS PRIVILÉGIOS; MEDO DO       CRESCIMENTO SOCIAL DA BURGUESIA;

     IGREJA: QUERIA BARRAR O AVANÇO DO PROTESTANTISMO (SURGIMENTO DE IGREJAS NÃO-CATÓLICAS)

– PODER ABSOLUTO –> CENTRALIZAÇÃO TOTAL DE PODERES NAS MÃOS DO REI –  LEGITIMADA POR FILÓSOFOS E PENSADORES (SÉC. 16,17 E 18): BASE RACIONALISTA E BASE RELIGIOSA

– THOMAS HOBBES (INGLATERRA): OS HOMENS LIVRES VIVIAM EM GUERRA – ESTADO DE “CAOS” – CONTRATO SOCIAL – PLENOS PODERES PARA UM MONARCA MANTER A SOCIEDADE ORGANIZADA – CONTRATO PODE SER QUEBRADO SE O REI NÃO GARANTIR A TRANQUILIDADE SOCIAL

– JEAN BODIN (FRANÇA): REI TINHA DIREITO DE FAZER LEIS SEM ESTAR SUJEITO A ELAS — SUA AUTORIDADE ERA FRUTO DA VONTADE DE DEUS – NÃO DEVERIA DIVIDIR SEUS PODERES COM NINGUÉM

JACQUES BOSSUET (FRANÇA). CRIADOR DA TEORIA DO DIREITO DIVINO – REIS ERAM REPRESENTANTES DE DEUS NA TERRA – DESCUMPRIR SUAS ORDENS ERA PECADO

MERCANTILISMO: CONTROLE DO ESTADO NA ECONOMIA – ACÚMULO DE OURO E PRATA – EXPORTAR MAIS QUE IMPORTAR

CAMPONESE E SERVOS MIGRAM P/ CIDADES (ESPERANÇA DE UMA VIDA MELHOR)

– FILHOS DE SENHORES FEUDAIS MAIS JOVENS (NÃO HERDARIAM O FEUDO) MIGRAM P/ CIDADES (INVESTEM EM COMÉRCIO)

– CIDADES CONHECIDAS COMO “BURGOS” -> FORTIFICADAS / PARTE MAIS ALTA DA REGIÃO / PRÓXIMA DE UM RIO;

CORPORAÇÕES DE OFÍCIO OU GUILDAS –> ASSOCIAÇÕES DE COMERCIANTES (ARTESÃOS, PADEIROS, FERREIROS, ETC) – TODOS COMERCIANTES TINHAM QUE SE FILIAR OU ERAM EXPULSOS – PARA INGRESSAR NA GUILDA COMEÇAVA COMO UM APRENDIZ NA OFICINA DE UM MESTRE

OBJETIVOS DAS GUILDAS –> REGULAR A CONCORRÊNCIA / ESTABELECER PADRÕES DE QUALIDADE / ORGANIZAR A COMPRA DE MATÉRIAS-PRIMAS / FAZER PUBLICIDADE (PROPAGANDA)

FEIRAS –> CENTRO DOS BURGOS – ANUAIS OU EM FESTAS RELIGIOSAS – MAIS FAMOSA FOI A FEIRA DE CHAMPAGNE (ATUAL FRANÇA) –> VENDA DE PRODUTOS DO ORIENTE (TEMPEROS, SEDAS, JÓIAS) E DA EUROPA – MAIOR USO DE MOEDAS (DIMINUINDO AS TROCAS POR PRODUTOS DIFERENTES) – ENRIQUECIMENTO DA BUEGUESIA

Published in: on 14/03/2010 at 21:04  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://historiaja.wordpress.com/2010/03/14/absolutismo-renascimento-comercial-e-urbano-mercantilismo-8%c2%aa-serie-maria-tonin-jose-l-g-carneiro/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: